A diferença entre chopp e cerveja

 em Cervejas, Chopp

O chopp e a cerveja nem de longe não sinônimos. Apesar de terem a cor e o sabor um tanto parecidos, a sua forma de produção é completamente diferente o que altera muito a sua durabilidade e, principalmente, sabor. Relatos apontam que o termo deriva do alemão “schopp”, que na verdade não tem nada a ver com a bebida, mas, sim, com a medida do copo, que variava entre 300 e 500ml.

cervejas

Devido a confusão linguística entre alemães e brasileiros, no fim das contas surge a palavra chopp para diferenciar a bebida da cerveja tradicional. Mas, afinal, se são tão parecidas, porque não são a mesma coisa? Continue lendo esse post que explicaremos as diferenças entre elas.

Principais diferenças entre chopp e cerveja

A principal diferença entre chopp e cerveja está no processo de fabricação. Enquanto a cerveja passa pelo processo de pasteurização, o chopp é servido fresco, logo após a sua maturação. De modo geral, a pasteurização é um processo que aumenta a durabilidade da bebida ao esquentá-la em uma temperatura que varia de 62º a 70ªC e resfria-la novamente.

Como consequência desse processo, o período de validade entre o chopp e a cerveja varia bastante. Normalmente, um barril de chopp pode ser consumido sem problemas em até dez dias quando fechado e no máximo sete dias aberto, enquanto que a cerveja dura seis meses fechada e apenas poucas horas aberta.

Outra diferença é que a cerveja contém conservantes, antioxidantes e estabilizantes, mas o chopp não. Além disso, o envase das duas bebidas é feito de forma distinta. No barril de chopp, a bebida é armazenada em estruturas de aço inox geralmente de 10 a 50 litros, já a cerveja pode ser envasada em garrafas e latas, o que facilita seu transporte.

Sabor e consistência

A pasteurização é um fator que diferencia o chopp pilsen da cerveja tradicional. Isso acontece porque quando submetida a esse processo, a cerveja perde lúpulo e malte alterando seu sabor e aroma, o que as deixa mais fraca em relação ao chopp que possui um sabor e aroma de malte mais acentuado.

Consistência e frescor também são outros fatores alterados pela pasteurização. Dessa forma, o chopp é mais cremoso, leve e refrescante do que a cerveja, devido ao processo de “tirar” a bebida da máquina.

Por servir a bebida, a chopeira usa CO2 ou nitrogênio, deixando o chopp aerado e cremoso. Como o gás fica incorporado na bebida, ele desce mais leve e fácil. O nitrogênio da chopeira, inclusive, chega a aumentar o frescor da bebida.

Algumas exceções

Existem algumas exceções quando o assunto é chopp e cerveja. O primeiro deles é que algumas cervejarias pasteurizam o chopp, porém isso não significa que ele não se diferencia da cerveja. Devido ao tipo de armazenamento, ele perde um pouco sua acidez, o que o torna muito mais palatável.

O segundo ponto é que alguns locais vendem a cerveja na torneira de chopp. Mas não confunda as duas coisas: bebida sob pressão é uma coisa e bebida armazenada como chopp é outra.

Como apreciar corretamente essas bebidas

Para aproveitar as duas opções da melhor maneira, é importante cultivar alguns hábitos de consumo.

1) Não ignore o colarinho: ele funciona como um isolante térmico e retém o aroma de ambas as bebidas. Uma espuma cremosa sempre aponta para o bom estado e consistência da bebida.

2) Cuide com a temperatura: ela gira em torno de 2ºC a 4ºC. nada de provar um copo de cerveja ou de chopp gelado demais, pois isso só vai amortecer as suas papilas gustativas e roubar todo o sabor da sua experiência.

Postagens Recentes
0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Ligue Agora