O mercado de cerveja em 2016 no Brasil

mercado de cerveja em 2016 no brasil
Apesar de chegar mais cara ao consumidor, a cerveja artesanal tem ganhando espaço no mercado.

A cerveja é uma das bebidas mais vendidas no Brasil e no mundo. Não é para menos, afinal, ela acompanha festas, reuniões de amigos e aquela comida deliciosa feita em ocasiões especiais. Apesar de o mercado de cerveja em 2016 ter sido mais fraco que anos anteriores, este segmento ainda é bastante lucrativo para o país.

Curte a bebida e quer saber a movimentação e dados sobre o mercado de cerveja? Confira aqui todas as informações e se mantenha atualizado sobre o assunto!

Fabricação de cerveja

A fabricação de cerveja em 2016 foi menor que em 2015: as fábricas produziram cerca de 12 bilhões de litros durante o ano. Mesmo assim, a indústria cervejeira ainda representa mais de 1% do PIB nacional. Além disso, ela é responsável pela arrecadação de bilhões de reais em impostos.

Volume de compras

Numa análise de mercado da cerveja é possível confirmar que o volume de compra caiu. A razão por trás desta queda é a crise econômica do país, que reduziu o poder de compra do consumidor.

Além disso, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) revelou um forte aumento nos preços ao longo do ano. Com mais despesas, o público pensa duas vezes antes de comprar qualquer item não essencial. Além disso, há preferência pelo consumo da cerveja em casa, ao invés de em bares e restaurantes.

Tendências

Ainda que a crise tenha barrado o crescimento do segmento de forma geral, as tendências no mercado da cerveja mostram que os empreendedores estão encontrando caminhos alternativos – e tendo sucesso.

O fortalecimento da versão artesanal da cerveja, por exemplo, deu uma guinada importante em 2016. Durante o ano, especialmente no primeiro semestre, o número de produtores desta variedade da bebida aumentou. Isso fez com que surgissem quiosques e pequenos comércios especializados nela.

Ainda assim, a versão artesanal ainda é a menos consumida no mercado de cerveja no Brasil, pois não é tão conhecida. Além disso, esse tipo de bebida quase chega mais cara ao consumidor final, fazendo com que a cerveja industrializada se mantenha a líder de mercado.

Contudo, a filosofia de beber menos, mas beber melhor, tem se fortalecido entre o público. Assim, pode-se esperar que cada vez mais o consumidor opte pela cerveja artesanal.

Lançamentos

Para tentar atrair consumidores, algumas marcas resolveram fugir do óbvio e utilizar produtos não tão tradicionais: o café e o espumante são exemplos de ingredientes inusitados utilizados pelas cervejarias. Outro fator que marcou o mercado de cerveja em 2016 foi o lançamento de bebidas premium por cervejarias maiores e mais famosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *