Mestre Cervejeiro – Processo de Fabricação

‘Nosso desafio e paixão é transformar água, malte,  lúpulo e fermento em um chopp especial. Importamos das terras europeias o fermento, a cevada maltada e o  lúpulo, responsável por uma das grandes características do chopp, o leve amargor. A água é toda nossa, límpida, cristalina e abençoada para o nosso chopp.

chopp

Vivi seis anos na Alemanha tendo o prazer e a oportunidade de trabalhar em duas fábricas regionais, Auer Bräu e Kaltenberger, situadas no sul da Alemanha. no estado da Baviera. Lá aprendi a maneira simples de produzir e degustar um chopp. Frequentei a Oktoberfest de Munique e outras, Volks-Bierfest, festas populares das cervejas, muito bacanas e interessantíssimas, onde o chopp sem ser pasteurizado é servido na caneca de um livro para orgulho dos alemães.

O processo de elaboração do Chopp Germânia é tradicional, resgatamos a qualidade do passado para o presente.  A fábrica da Germânia é tipicamente regional, produzindo chopp há 20 anos e fazendo sempre do menos o mais,  isto é, produzindo para poucos.

Nossos equipamentos são antigos, porém conhecem a arte de fabricar um bom chopp. As máquinas foram fabricadas na Alemanha e acrescentam as diferenças para o processo produtivo da empresa até os dias de hoje.

Com toda certeza nossos funcionários fazem também tudo acontecer, aliás, fabricar chopp tem que ter paixão, dedicação e emoção. O dia-a-dia deles é composto da execução de operações extremamente relevantes e delicadas para o Chopp Germânia.

Nosso desafio sempre será de fazer um chopp ser pasteurizado, com estilo autêntico, leve, saboroso, com aroma e que não passe despercebido pela sensibilidade da sua família e amigos. Que o Chopp Germânia traga sempre uma recordação alegre de um momento especial da sua vida. É isso que move a emoção do nosso moinho de malte.

A Elaboração do chopp se inicia quando o malte moído é dissolvido em água morna dentro da tina de mostura. Nesse processo o amido se transforma em açúcares. Retiramos então a casca do malte através de uma filtração, surgindo assim o mosto, um líquido precioso de sabor adocicado e com um aroma típico de malte.

Esse mosto então é bombeado para a tina de fervura, onde é fervido e esterilizado. Adicionamos então o lúpulo, responsável pelo aroma e pelo leve e equilibrado amargor do chopp.

Após a fervura, o mosto quente é resfriado para a dosagem do fermento e inicia-se então o processo de fermentação com duração de sete dias. Nessa fase, os açúcares são fermentados pelo fermento, surgindo assim, naturalmente, o álcool e o gás carbônico.

A fase seguinte é a da maturação, onde haverá um descanso de 20 a 30 dias em tanques de maturação. Nesse tempo ele amadurece ganhando corpo, sabor próprio, enfim, tendo personalidade.

Após essa fase ele é filtrado, tornando-se límpido e brilhante, dando-se início a etapa seguinte que é embarrilar e atender a expectativa do nosso cliente, servindo assim um chopp autêntico, com frescor, sabor e sem ter sido pasteurizado ou microfiltrado.

por Arnaldo Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *