Cerveja faz bem para o coração?

09

Há quem acredite que a cerveja não traz benefícios para a saúde. Ledo engano! A bebida é extremamente eficaz em prevenir doenças associadas ao coração, garantindo seu bom funcionamento. E isso foi comprovado cientificamente!

Na Grécia, pesquisadores concluíram que o consumo diário um pouco mais do que meio litro da bebida ajuda a reduzir o risco de sofrer infartos, além de diminuir em 30% as chances de ser vítima de derrames.

Mas, por que isso é possível? Simples: o álcool e os antioxidantes da cerveja protegem o organismo contra doenças cardíacas. Ademais, a bebida conta com ferro, vitaminas e ácido fólico, que fortalecem o sistema cardiovascular.

Porém, para garantir um coração saudável é preciso não exagerar na dose: o consumo excessivo de cerveja pode causar o efeito contrário, prejudicando o organismo, além de aumentar a probabilidade de vício no álcool.

Acredite: não é somente ao coração que a cerveja faz bem. A bebida também proporciona outros benefícios para a saúde. Veja aqui quais são eles e, lembre-se, tome sempre com moderação!

• Fortalecimento dos ossos

O consumo diário e em pequenas doses de cerveja ajuda a aumentar a densidade dos ossos, de modo a fortalecê-los e reduzir o risco de desenvolver osteoporose, resultados que são obtidos graças aos hormônios naturais presentes na bebida.

A notícia é boa principalmente para as mulheres mais velhas: a partir dos 50 anos de idade, a incidência da osteoporose é maior entre o sexo feminino, que pode contar com a bebida como uma aliada.

• Saúde dos rins

A cerveja inibe o desenvolvimento de cálculos renais, popularmente conhecidos como pedras nos rins. O motivo está na elevada concentração de água que a cerveja possui, o que ajuda a manter os órgãos trabalhando.

• Pele mais jovem

Ainda que o vinho seja a bebida alcoólica mais conhecida por ter efeito rejuvenescedor, a cerveja também tem essa propriedade, só que de forma reduzida.

Isso se deve ao fato da bebida ter 50 tipos de polifenóis, antioxidantes que ajudam a combater radicais livres e o envelhecimento da pele. Ademais, essas substâncias previnem doenças cardíacas e minimizam a chance de desenvolver câncer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *