Disk Chopp em Curitiba

41 3333.0044 Segunda a sábado das 9h às 18h

A origem da cerveja

A cerveja, que é conhecida por seu aroma inigualável e sabor único, é a bebida alcoólica mais consumida no mundo. Embora faça enorme sucesso, poucas pessoas sabem qual é sua origem.

Não há uma data precisa de criação da cerveja, mas estima-se que ela seja a bebida alcoólica mais antiga do mundo, primariamente fabricada pelos sumérios, egípcios e mesopotâmios.

Pesquisadores já encontraram, em campos arqueológicos que remontam a essas civilizações, restos de cerveja em vasos que datam cerca de 7 mil anos antes de Cristo.

Especula-se que a cerveja tenha sido descoberta por acaso durante a fabricação de pães, através da fermentação não induzida de grãos de cereais, uma das principais matérias-primas da bebida até hoje.

Desde a descoberta da cerveja, a bebida foi utilizada em celebrações a deuses, serviu como forma de pagamento no Egito Antigo e foi apreciada pelos romanos durante a república, dividindo as atenções com o vinho.

O aumento da produção e consumo da cerveja só aconteceu na Idade Média, quando a bebida passou a ser fabricada em mosteiros. Monges aprimoraram o processo de produção da cerveja, misturando grãos, lúpulo e ervas, para aromatizar a bebida.

Nessa época, a cerveja era tida como ‘comida líquida’ e em várias ocasiões chegou a substituir a água. A razão disso é simples: na Idade Média, as práticas sanitárias eram precárias. Como a cerveja era filtrada, ela tinha menos impurezas do que a água.

Posteriormente, a Alemanha se consagrou como um dos principais pólos de produção de cerveja, estabelecendo, inclusive, leis de pureza de fabricação da bebida. Nelas, foram definidas as principais matérias-primas da cerveja.

Em 1516, foi estabelecido que para ser considerada cerveja, a bebida tinha de apresentar em sua fórmula água pura, malte (produzido a partir da cevada germinada) e lúpulo. O fermento e malte de cereais (milho, trigo e arroz, por exemplo) foram adicionados a essa lista quatro séculos depois.

Curiosamente, são esses os produtos utilizados ainda hoje para fabricar cerveja. Algumas cervejarias realizam adaptações na receita, para criar produtos diferenciados e proporcionar uma experiência gustativa singular aos seus consumidores, mas a receita base continua a mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *